Vocês está perdendo tempo?!?

Você está perdendo tempo?!

 

“Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.”

Dalai Lama

 

Muitas vezes as pessoas me perguntam o que faço e parece que dizer que sou coach de carreira não ajuda muito. Então, resolvi explicar o que faço e não dizer o que sou (profissão), assim explico melhor.

 

O QUE eu faço? Eu ajudo as pessoas a reconhecerem seus talentos e alavancar seus potenciais, assim alcançando a tão sonhada carreira dos sonhos. Para isso, elas precisam de tempo. E qual é um dos muitos comentários que mais ouço (e suas variações)?

 

  • “Ah, mas eu não tenho tempo…”
  • “Eu gostaria de ter mais tempo…”
  • “Não tenho tempo para fazer nada…”

 

Bom, se uma das frases acima soou verdadeira para você, vou te contar um segredinho: sim, você TEM TEMPO, mas está perdendo-o!

 

Todos nós temos um “prazo de expiração”, um tempo determinado que não sabemos aqui na Terra para experimentar, viver e apreciar essa vida que é única. Vida essa que, se você é como eu, quer deixar sua marca, seu legado, não importa se você está na faculdade ou é um adulto no mercado de trabalho.

 

Mas estudamos, trabalhamos e vamos vivendo sem ao menos percebermos que cada vez temos MENOS tempo para aproveitá-la. Você não pode comprar tempo, não pode pedir para ele parar, não pode pedir tempo emprestado… ele apenas passa a cada dia.

 

Então sabemos que a cada minuto o tempo passa e a única certeza que nos resta é que temos menos para viver. O que você está fazendo em relação a isso?

 

Eu sei o que muitos fazem: passam a vida num modo stand-by, esperando “algo acontecer”, olhando o ano inteiro passar diante dos seus olhos sem fazer nada para mudar, onde as coisas permanecem as mesmas sem que nada demais tenha acontecido.

 

Algumas pessoas só se tocam do valor do tempo quando perdem alguém importante na sua vida, ou na infelicidade de uma doença grave ou acidente. Parece que há um “senso comum” que temos muito tempo para fazer o que realmente importa, quando na verdade mentimos para nós mesmos, apenas desperdiçando mais tempo.

 

Quantos SONHOS você deixa de realizar achando que tem tempo para começar a agir? Quantos sonhos vão ficando para trás porque você disse que não tem dinheiro, “que tem tempo ainda”, ou que na verdade não está criando metas concretas para pôr em prática, vivendo a vida no automático?

 

Que mania é essa que as pessoas têm de viverem a vida como se estivessem sentadas no sofá da sala, reclamando da programação da televisão ao invés de irem fazer algo diferente? A quantidade de tempo disponível que as pessoas têm as tornam abusadas, enganando-se que estão confortáveis na mesmice, enquanto sonham por vidas melhores.

 

Afinal, todos nós aqui queremos nos tornar pessoas e profissionais melhores, ser felizes e fazer algo de importante no mundo, mas isso vai contra nosso “modus operandi”, que é não desperdiçar energia. Aí é que está o pulo do gato, você precisa mudar seu mindset, sua mentalidade.

 

Você precisa se pressionar a ser mais produtivo e agir mais. Esqueça a história de que existem “super pessoas incansáveis” e você não é uma delas. Todos temos “preguiça” por natureza, mas os “incansáveis” acharam algo que os motiva, que amam fazer, fazendo-os ser automaticamente mais produtivos.

 

Para isso você tem que entender o VALOR DO SEU TEMPO. Ele é, com toda certeza do mundo, o seu bem mais precioso:

 

  • Você pode fazer economias para aguentar dificuldades, mas não pode por tempo na poupança;
  • Você pode aprender sobre investimentos a ponto de nunca mais precisar trabalhar, mas não pode investir tempo para viver mais;
  • Você pode pedir dinheiro emprestado a alguém, mas não pode pedir tempo para viver um pouco mais;
  • Também pode doar suas economias mas não pode doar tempo de vida para quem você ama.

 

Cedo ou tarde (infelizmente mais tarde do que cedo), as pessoas percebem a importância do tempo e desejam, quando já não adianta mais, que tivessem mais tempo, ou “recomeçar”. PARE de perdê-lo! O que mais vejo são as pessoas fazendo mal uso dele.

 

“Mas Ingrid, como eu faço então para mudar minha vida, parar de perder tempo?”, você pode estar se perguntando. Bom, primeiro, não adianta tentar sair correndo para tentar fazer de tudo, isso não vai levar a lugar algum, só vai te deixar mais perdido (e perder mais tempo).

 

Você precisa de FOCO, um propósito, e para isso você precisa saber o que você quer da sua vida:

 

  • O que você amaria fazer, mas não faz?
  • O que te faria levantar na segunda-feira de manhã e feliz?
  • O que deixaria você orgulhoso de si mesmo?
  • Quais são os obstáculos ou motivos que te impedem de realizar tudo acima?
  • O que você está fazendo para demolir esses obstáculos?

 

É simples, basta vontade e perseverança! Como coach eu amo ajudar a realizar transformações nas vidas das pessoas. Eu quero a SUA transformada também! Quero que você mude seus hábitos, realize seus sonhos, atinja seus objetivos, seja FELIZ!

 

Na próxima vez que você perceber que está desperdiçando o seu tempo com coisas fúteis que nada têm a ver com seus objetivos, pense consigo mesmo: por que estou me autossabotando?

 

A vida dos seus sonhos é possível SIM! Com estratégia e paciência, use seu tempo de forma inteligente, afinal a cada dia que passa ele está acabando. Quando você vai começar a agir?

 

Você pode precisar de um dia, meses, uma década para alcançar seus objetivos, mas precisa começar a agir hoje! SEJA MAIS FORTE QUE O SEU MEDO DE FRACASSAR! A única maneira 100% comprovada de não realizar algo é não tentando! Se afaste daqueles que dizem que você não consegue.

 

“Eu não falhei. Apenas descobri 10 mil maneiras que não funcionam.”

Thomas Edison

 

Por isso eu te desafio a continuar tentando. Não importa quantas vezes você precise. Não deu certo? Refaça os planos. Continue caminhando e olhando para frente, continue acreditando em si mesmo.

 

Não deixe NINGUÉM parar você! 😉

 

Com carinho,

Ingrid.

Menu

Contatos

© Copyright 2017 | Ingrid Siggelkow® | Todos os Direitos Reservados

Redes Sociais